text-align: center; B de Betina: A importância do Ian na nossa gravidez.

29 fevereiro 2016

A importância do Ian na nossa gravidez.

Lembro bem do dia chuvoso e caloroso em que conheci o Ian pela primeira vez, não me lembro bem qual foi o nosso primeiro contato e a nossa primeira palavra, mas lembro exatamente o que ambos vestíamos e o quanto ele me fez rir aquele dia. Sorriso encantador, sincero e que me despertou uma mistura de curiosidade com uma vontade imensa de conhece-lo mais a fundo. Na época eu mesma me falava o quão louco aquilo poderia ser e já estava se tornando, mas lembro que estava bem confiante no que eu queria.
Não demorou muito pra estarmos namorando e todos os dias eu me perguntava "Porque ele?" e a resposta eu não sabia dizer, eu só sentia algo muito forte, um mandato ou sei lá o que, algo que vinha do inusitado que mandava eu não desistir daquele pequeno moleque encantador, obedeci a tal ''ordem'' e seguimos em frente.
Não foi uma comédia romântica e muito menos algo em que todos apoiassem, pra falar a verdade nem nossos amigos apoiaram de cara, mas mesmo assim aguentamos juntos todas as pedradas, passamos por cima de piadas e julgamentos e mesmo com tudo isso não desistimos, demos as mãos e continuamos em frente.
Se passaram dias, semanas e enfim cinco meses de namoro e a decisão de juntar as escovas de dentes. Um louco passo longo, a loucura mais certa que fiz na minha vida e assim construímos nosso mundinho, nossa famosa bolha que só nos fez crescer depois de tantos erros e acertos.

A palhaçada, a piada foi acontecendo, o amor cômico foi crescendo e assim se passaram 3 anos, pra ser exata 3 anos e 2 meses. Não foi fácil, foram anos de diferenças e igualdades, de discussões e pazes e principalmente de obstáculos no qual temos que enfrentar todos os dias.

E por falar de obstáculos, amor e todos esses mimimis, vamos falar da nossa gravidez e do pai maravilhoso que Ian está sendo. Bom, todos sabem que começamos o ano com o pé direito com essa noticia maravilhosa da gravidez (fiquei devendo a vocês um vídeo bobo e encantador da cara de bobo do Ian hauhauahua). Não esperava ter tanto apoio de uma só vez, tive tanto apoio que me senti egoísta quando perguntei pra mim mesma uma vez: Qual era a dificuldade da maternidade?
Porra,eu sei que a dificuldade existe, existe na minha vida e na vida de outras pessoas. E não, eu não acho que a gravidez é um contos de fadas e muito menos idealizo isso, muito pelo contrário, estou me preparando pro lado A, B ou C. Mas o que quero dizer aqui é que tantas mulheres passam pela maternidade sem apoio do pai ou da família, sem condição financeira e sem jeito pra ser mãe. Ser mãe não deve ser nada fácil mas estou aqui hoje pra agradecer o Ian em estar sendo o pai que nem o meu próprio pai foi capaz de ser.
Hoje estamos vivendo mais intensamente em uma escola de aprendizados onde vamos aprender mais a cada dia... Sou uma mãe boba, mas é muito mais interessante falar sobre o pai MARAVILHOSO que Ian esta sendo. Não digo pai de coisas materiais e sim pai de amor, de cuidados, de preocupações, o pai que vai a todos os pré-natais e a todas as ultras. Aquele que se emociona a cada batida do coraçãozinho do nosso pequeno polegar e a cada desejo de gravida que ainda nem sei se tenho. Agradeço muito a Deus por estar sendo tão bem cuidada e mesmo ele não entendendo bem sobre isso de hormônios ele continua sendo o melhor pai(rido) do mundo.
Eu te amo, nós te amamos <3



1

Um comentário:

Deixe seu comentário aqui!